Amor de mal Humor

sexta-feira, junho 16, 2006




Estava aqui, sentada na minha mesa no trabalho pensando...
Vidinha normal, normal até demais, não fosse pelas amigas [e amigos tb!] que tenho.
Pessoas feitas para serem admiradas!
Meninas crescidas, bem sucedidas, de bem com a vida de modo geral, sabe?!

Garotas de um talento enorme pra coisas do cotidiano.
Meninos de fibra, homens de verdade, alguns até com cara de príncipe encantado.
Olha só...Temos uma jornalista de talento fora do normal, uma publicitária e até uma bailarina, temos um advogado, que até onde eu sei é brilhante e temos também um arquiteto incrível, temos uma chef de cozinha, uma bancária [que não sou eu] e uma....bem essa uma eu não sei exatamente oq faz, só sei que faz muito bem feito, pq sempre estão atrás dela no trabalho.

Mas não é só de trabalho que eu falo, falo de pessoas, posturas, essas coisinhas que fazem a gente querer ser como alguém "quando crescer", entende?!
É com eles que eu conto sempre que eu eu preciso de colo, é com eles que eu divido todos os meus momentos mais bacanas, é deles que eu escuto as melhores piadas, eu ganho os abraços mais gostosos...

E as vezes, me vejo no meio deles e me pergunto: Meu Deus, oq eu estou fazendo aqui, no meiu de gente tão especial!?
E agradeço, muito, muito ao "cara lá de cima" por ter me dado presentes como eles na vida!


No som: sem som aqui nessa budega de agência hj!

segunda-feira, junho 12, 2006

valentine's day



Eu namorando? Não!
Vontade de estar? Who knows?

Só acho meio "pé no saco" esse lance de ter uma data específica pra isso. Específica, não especial. Pq quando a gente namora, ama de verdade alguém, todos os dias ao lado desse alguém são especiais e nem é preciso um "presente" pq cada gesto, cada oilhar, cada toque vai ser sempre o maior presente que o coração recebe. O resto é capitalismo.

Bela porcaria ganhar o presente mais caro, o mais bacana se seu namorado não lhe é fiel.
Grande coisa ir àquele motel incrível se estando com vc, ela pensa em outro.
Enorme vantagem receber flores de quem passou a noite passada na balada atrás de todas as meninas.

Mas é que num dia como hoje todo mundo esquece diasso e vive uma felicidade hipócrita que dura só um pouco mais que o trajeto entre a casa o quarto do motel.

Eu sei que nem todos os caisais são assim, aliás, convivo com alguns que me fazem acreditar de verdade em amor eterno, mas esses não precisam de um dia específico pra mostrar o quão grande é o sentimento.

Dia dos namorados?! Humpf....

[perdi a mão pra escrever aqui, mas uma hora a coisa vai!]

no som: luz dos olhos [Nando Reis]






domingo, junho 04, 2006


eu queria escrever...

Minha cabeça tá fervendo, mas não consigo botar no papel [ou no computador] uma linha a respeito das coisas que estão aqui dentro!

Ah sim, mudei a casa! E vai mudar outra vez, só não sei qdo!

terça-feira, março 14, 2006

Notícias fresquinhas...

Sumi, né meu povo!?

Posso dizer que por motivos bons e ruins tb!

Carnaval foi luxo!
Se fosse melhor estragava.
Passei dias na casa de um amigo muito especial, fazendo bagunça, me jogando na balada, discutindo, brigando, abraçando, mimando, sendo mimada, levando bronca, sendo produzida, ficando bela, ficando bêbada...

E depois do carnaval, minha monografia!
Sim! Enfim pronta.

E lembram-se daqueles fragmentos de conversas que nunca aconteceram?
Pois então, no último mês elas aconteceram com uma frequência, as vezes, bem maior do que eu gostaria, mas foi bom...

Deixei o mundo de lado e resolvi cuidar de mim, só de mim.
Não adianta mesmo tentar mudar as pessoas...
Elas não mudam a menos que queiram e eu não sou senhora da vontade de ninguém, exceto da minha!

E como agora eu tô com muita vontade de ser eu outra vez, acho bom o mundo voltar a ter cuidado!
TÔ DE VOLTA!
E nem aí pro resto das coisas!

E vou tentar escrever aqui mais vezes, mas não prometo...

No som: Sorry [Madonna]

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Balanço...

Tava aqui pensando, faz um pouco mei de dois anos que eu tenho blog, entre o primeiro láááááá no iG e esse aqui, foram 3 [contando só os pessoais, isso pq blogs conjuntos eu tb tive alguns]

3 blogs que me deram coisas muito diferentes...

O primeiro era dedicado a um grupo específico de pessoas e era extremamente divertido escrever para elas,
mas esse grupo deixo de existir e o blog deixou muita saudade.

O segundo, e desse eu tenho certeza que muitos dos meus leitores de hoje vão lembrar, começou como uma brincadeira, me rendeu amizades verdadeiras, decepções, muitas lágrimas, algumas gargalhadas e hoje me faz sentir saudades tb.

Aí veio esse aqui, uma espécie de renascimento, saca?
Depois de fazer muita merda, depois de pensar em nunca mais voltar a escrever na net, veio essa casinha aqui.
Que já foi pink hoje é toda em tons pastéis, que já foi muito movimentada, hj só recebe os amigos verdadeiros e alguns curiosos [que aliás são sempre bem vindos].

E eu fico aqui pensando...Qta coisa mudou de lá do primeiro blog pra cá!
Antes a dinâmica dessa parada toda me atraía, era baca sair por aí lendo os textos de outras pessoas, dando pitacos na vida alheia e lendo os pitacos dos outros na minhaprópria vida.
Hoje, não tenho mais saco pra isso.
Gosto bem de dar minhas voltinhas por aí, ler coisas engraçadas, as vezes um ou outro barraco [que aliás, PQP, o povo não muda o subject nem com reza brava!], dicas sobre assuntos bacanas, enfim, distração pura!

Mas a mágica que tinha antes...Bem essa acabou mesmo!
E é bom, sabia?
Pq as relações estabelecidas no período da mágica deixaram de ser mágicas e só sobraram aquelas realmente fortes!
Mesmo as de ódio... Sim, Rosana tb odeia algumas pessoas por aí...Maaas isso nem vem ao caso, até pq, eu assisti de camarote algumas delas sofrendo na pele exatamente aquilo que me fizeram sofrer...E como todo bom ser humano [cheio de sentimentos pequenos], eu confesso, dei muita risada, achei muito bem feito e não me arrependo não!
Algumas relações de ódio foram coisas passageiras demais e hj qdo me lembro delas dou risada, outras nem tão passageiras assim...by the way...FODA-SE, não é mais importante!

E as pessoas que sobraram disso tudo são bem importantes...
Eu não estou sempre com elas, nem estou sempre falando delas, muito menos sempre comentando, mandando email ou telefonando pra elas, mas estou sempre querendo pra essas pessoas o melhor que a vida pode oferecer, pq elas merecem!

E isso independe de net, blog, ou oq quer que seja.

É bacana fazer esse tipo de reflexão...A gente acaba descobrindo que está livre de determinadas coisas que antes pareciam tão essênciais.

No final das contas, mesmo que as coisas percam aquele brilho da novidade, qdo a gente para pra pensar é legal que aconteça oq está acontecendo comigo agora: SALDO COMPLETAMENTE POSITIVO!

Não, isso não é uma despedida blogal! rsrsrs

No som: Milk and Toast and Honey [Roxxette]

terça-feira, janeiro 31, 2006

Eu só quero que você saiba
Que estou pensando em você
Agora e sempre mais

Eu só quero que você ouça
A canção que eu fiz pra dizer
Que eu te adoro cada vez mais
E que eu te quero sempre em paz

Tô com sintomas de saudade
Estou pensando em você
E como eu te quero tanto bem

Aonde for não quero dor
Eu tomo conta de você
Mas, te quero livre também
Como o tempo vai
E o vento vem

Eu só quero que você caiba
No meu colo
Por que eu te adoro cada vez mais

Eu só quero que você siga
Para onde quiser
Que eu não vou ficar muito atrás

Tô com sintomas de saudade
Estou pensando em você
E como eu te quero tanto bem

Aonde for não quero dor
Eu tomo conta de você
Mas, te quero livre também
Como o tempo vai
E o vento vem

Eu só quero que você saiba
Que estou pensando em você
Mas, te quero livre também
Como o tempo vai
E o vento vem

música pra um amigo...
pra alguém que eu sei que magoei, com quem eu sei que fui injusta.

Lindo, vc não me faz mal, nunca fez e não vai fazer nunca, eu sei disso!
O forte da nossa amizade sempre foi a liberdade, e pq éramos livres estávos presos um ao outro por nossa própria vontade.
E hoje, olhando pra tudo que eu te disse [sim, eu lembro de tudo, só não assumi pra vc que lembrava pq ia ser ainda mais difícil te encarar] só posso pedir, outra vez, que vc me desculpe.

Não quero perder a intimidade do nosso toque, nem ver morrer nosas conversas só de olhares, nem nossas risadas esculaxadas, nem a parceria que move o mundo qdo a gente quer estar junto.
Eu saberia viver sem o homem, mas sem o amigo, vai ser complicado.

Quem vai cuidar de mim quando eu ficar trite?
Quem vai contar as letras do alfabeto qdo eu resolver passar o rodo?
Quem vai me proteger dos babacas?
Quem vai me gongar?
Quem vai me ajudar a gongar o povo a encobrir minha pequenas travessuras?
Quem vai ter paciência de me ouvir mesmo morrendo de sono?
Quem vai fazer esquenta na minha casa antes da balada?
Quem vai ter a cara de pau de roubar da geladeira aúltima cerveja do meu pai?
Quem eu vou poder chamar de galinha?
Quem vai rir das minhas biscatices?
Quem vai me ligar trocentas vezes por dia só pra dizer oi?
Pra quem eu vou ligar trocentas vezes por dia só pra dizer oi?
Todas essas coisas são só nossas, nunca vou viver isso com outras pessoas.
Vc tem um lugar só seu na minha vida, então, tenta me desculpar.

Prometo ser uma boa menina daqui pra frente...rsrsrsrs


Tá, ele não vai ler isso, mas e dái?
Pelo menos tá aqui, tá escrito e é muito sincero!

No som: A Sua [Marisa Monte]

Obs.: help dado pela amiga, pq: "num tah abrindo meu blog aqui..." {copiado do MSN " "}

domingo, janeiro 22, 2006

Semana diferente...

Depois que eu escrevi o post aí de baixo aconteceu de tudo na minha vida.
INACREDITÁVEL!

A conversa que eu não tinha coragem de ter acabou rolando graças a bisbilhotagem que é essa porra de internet e no final das contas eu disse tudo que precisava dizer, ouvi coisas belas, outras mais doloridas, mas todas elas muito importantes.

E não, não vou sair da vida dele, nem ele da minha, mas a partir da nossa conversa, limites passaram a ser respeitados.
Saudades dos velhos tempos?
Sim e muito.

Mas demos um passo bacana, importante e isso vai nos fortalecer.

Além disso, tive boas, excelentes notícias durante a semana.
Passei dias fodas de bom ao lado de amigos queridos demais, até acupuntura eu fiz... [sim, pra quem tem PAVOR de agulhas isso é um puta progresso]

Então, minha gente, é isso...
O ano tá começando bem...Aliás, tá começando ótimo!

E eu com vontade de retomar isso aqui de verdade.
Fazer um diarinho das minhas piadas cotidianas, dos contratempos e de todo o resto [claro, só as partes confessáveis...hihihihi], mas não sei se vou ter tempo.

no som: she's all i ever had [Ricky Martin]